Minhas impressões Missoni for C&A

E, assim, meio como se fosse uma surpresa, a C&A anunciou a chegada da coleção da Missoni nas suas lojas e site. Muita gente reclamou dessa nova forma de lançamento por não conseguir, assim, se programar para ir em alguma loja próxima. Mas fato é que gostei dessa forma menos megalômana e com menos histeria coletiva. Gera menos ansiedade, comoção por filas e outras coisas, que, sinceramente, são muito ruins pra todo mundo. Ninguém precisa correr por baixo de portas, levar namorado/marido pra segurar cabides de roupas, atacar vendedores com reposição de produtos, se estapear com outras pessoas e muito menos gastar com peças que ficarão quase sem uso.

Sobre Missoni para C&A: bom, achei algumas peças muito sóbrias, outras já tinham um brilho, um lurex colorido, que trazia alguma jovialidade. A grife italiana tem suas indefectíveis padronagens em zigue e zague nos tricôs copiadas mundo afora. São pra quem curte um clássico, o que não quer dizer necessariamente que seja bacana, mas vamos lá. Achei bem caro – peças maiores entre 200-400 reais – com esse valor você compra em outras lojas.

missoni-cea-ana-soares-6

Esse vestido foi das poucas peças que gostei: vestiu super bem, corte bonito, mas por 300 e tantos reais, com forro de poliéster (mesmo sendo aquele tule bem fino), e sendo vestido (que considero uma peça pouco versátil, que limita mais o uso pra um valor mais alto), não rola. Se fosse mais meu estilo, beleza, mas acredito que, sabendo que é uma parceria internacional e os valores seriam mais altos mesmo, ainda assim isso é motivo pra questionarmos se queremos uma peça que tem um leve perfume de uma grife que às vezes não nos diz nada ou se podemos escolher melhor em outros momentos.

O mesmo para esse vestido preto, que ficou lindo, amei mesmo, com um movimento maravilhoso – fios com mistura de viscose com poliamida, o que melhora muito o toque dele –, mas custava 300 e tantos. Acho mais curinga que o anterior, por não ter padronagens, mas mesmo assim, acho quente pro Rio de Janeiro.

 

missoni-cea-ana-soares-7

Achei os dois vestidos de cima os mais bacanas e bons para eventos.

Outro fator a se considerar: são peças extremamente frágeis no manuseio. Cheias de nove horas com lavagem e manutenção, o que até possibilita já termos peças com fios puxados (muita gente não toma cuidado no provador), então é pagar mais caro pra algo que vai exigir muito depois de cuidado mesmo.

missoni-cea-ana-soares-12

A calça é confortável, sentei e fiquei de boa com ela, mas o forro é de poliéster e achei a trama delicada demais pra uma calça, o que limita seu uso. Além do mais, o tricô de máquina impossibilita ajustes, como bainha.

missoni-cea-ana-soares-1 missoni-cea-ana-soares-9 missoni-cea-ana-soares-8

Essa estampa tinha versão em calça e blusa, mas, vamos lá: toda de po-li-és-ter. Esquenta. Muito. Limita o uso.

missoni-cea-ana-soares-10

Esqueci de mencionar que o top também é da coleção, e tinha na versão preta. Basiquinho bom, mas caro porque custava 160 reais. A saia é riponga demais pro meu estilo.

missoni-cea-ana-soares-11

Essa saia mais curta, de tricô de máquina, não tem forro, é muito mais fininha, o que marca mais a silhueta. Não gostei do caimento.

missoni-cea-ana-soares-13  missoni-cea-ana-soares-14

O mesmo para o short – eu engordei um pouco e estava inchada de menstruação, ele marcou bem no corpo.

missoni-cea-ana-soares-19

A jaqueta bomber, também da estampa colorida, tinha um brilho acetinado legal, e entendo que algumas impressões só rolam em tecidos sintéticos, por isso ela é de poliéster. E é uma jaqueta, então entendemos ela ter a função de esquentar. Achei bonita!

missoni-cea-ana-soares-18

Não curti esses vestidos sem forro muito fininhos. Achei feio mesmo, mais nenhuma consideração, hahaha!

missoni-cea-ana-soares-17

Detalhes da trama e forro:

missoni-cea-ana-soares-16

Tinha também moda praia, que eu não provei, não tive tempo. 🙁 Masssssss eu AMEI a viseira! Achei chic, coisa fina, de verdade e combinou comigo, hahahaha! Essa custava 90 reais.

missoni-cea-ana-soares-20

Bom, não me emocionou, acho que por esse valor eu compro algo nacional mesmo, de tecidos mais frescos e com mais possibilidades.

Quem foi, o que achou? Eu odiei as luzes dos novos provadores, aliás! Péssimas! Hahahaha!

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Comente pelo Facebook

Comentários pelo blog

8 comentários

  1. Marina comentou:

    Achei o vestido preto bem lindo e curinga. É caro, mas pra quem pode pagar talvez valha, porque além de bonito sozinho ele é do tipo que fica lindo e muda de cara com complementos, com diferentes jaquetas por exemplo, e não parece amassar muito, ficando ótimo pra levar em viagens também. Eu não compraria por conta do preço, apenas.

    De resto, não me encantei com muita coisa. Achei que muitas peças parecem desconfortáveis de serem usadas, (por serem muito finas, sem forro, forro fino) mas ao mesmo tempo senhoris, sei lá. E isso sem contar que o tecido delicado, além dos cuidados com uso, lavagem à mão etc, ainda tem aquela coisa chata de ficar com bolinhas ou “machucado” com o atrito da bolsa no quadril, muitas vezes.

    Por fim, podia ter menos bege, não? OK que é coleção de verão, mas aquela saia riponga, por exemplo, ficaria muito mais bonita se fosse um preto ou um azul marinho no lugar do bege, não?

  2. Paola Refinetti comentou:

    Viajou mal, tudo caro and ordinário, dá pra achar em brechós internacionais, tb não faz minha cabeça e achei a combinação de cores feia, bem feia. Se não estivesse escrito Missoni pra mim vinha do Brás.

  3. Marcella de Carvalho Abate comentou:

    Quando eu penso qeu gastava uns 700 reais nestas coleções e hoje em dia, não acho mais a minima graça, me da uma alegria! 🙂 Obrigada Ana pela graça alcançada rs

  4. Denise D. comentou:

    Nas fotos, não gostei de nada. Mas, dei uma passada na loja e até que achei a coleção bem bonita. Meus preferidos foram esta regata bordô, a jaqueta e um suéter com a gola,manga e barra de cores contrastantes. Bacana !
    Bjs

  5. Aline Santos comentou:

    Oi, Ana! Obrigada por pelo post, suas impressões ajudaram muito. Estava tentada a comprar pelo site o short, mas o caimento realmente não ficou bom, não vou mais comprar não! E fiquei bastante chateada pelas peças serem em poliéster custando tanto.

  6. Kimberly comentou:

    Então, não tinha visto essa coleção ainda, até achei algumas peças bonitinhas, porém o preço não compensa, nem por ter um leve cheirinho de marca como você disse, até porque, considerando que a produção foi na china como mostra a etiqueta, provavelmente significa mão de obra barata e exploração, não justificando os preços entre R$ 200 e R$ 300,00. Se for o caso, aproveitamos brechós ou negócios de produção local que são certamente mais acessíveis e justos.

    obs.: estou ciente que cada um compra conforme a sua condição e que as fast fashion cumpriram um papel importante em deixar a moda acessível a todas as camadas. Eu inclusive, quando pesa no bolso e ainda assim preciso de alguma peça nova, também opto por fast fashion, mas pagar caro (porque pra mim, estudante, atualmente sem emprego, essa faixa de preço aí é cara rsrs) por algo que certamente não vale o preço também não dá né.

  7. carla comentou:

    Comprei o vestido preto e, em poucos dias, já usei muito!
    Realmente é um coringão e se aplicou super bem no meu cotidiano. Levei-o em uma viagem e me serviu desde uma festa bacanuda até os passeios mais comuns.
    Quanto ao preço, achei meio salgado, mas os vestidos de tricô que tenho visto variam nessa faixa mesmo…

  8. Fátima comentou:

    Nossa senhora! Nunca vi tanta coisa feia junta. Essas coleções da CIA perderam a graça. Nem perco mais meu tempo indo à loja. As peças são feias, ordinárias e caras.