Como eu misturo estampas

Esse pedido surge algumas vezes e já que hoje está chovendo e possivelmente não conseguirei fotografar, pra que adiar mais, certo? Sempre me perguntam como consigo misturar estampas, muitas contam que adoram mas não conseguem, ficam com medo de ficar exagerado ou não ter nada a ver.

Bom, claro que vai do estilo de cada pessoa, mas sempre é possível mesclar, nem que seja um detalhe, uma ousadia discreta! Eu gosto de chamar atenção quando me visto, mas quem preferir pode ser criativo misturando uma estampa menorzinha com outra mais “cheguei” e por aí vai! Tudo é permitido: flores com poás, xadrez com padronagens geométricas, animal print com desenhos gráficos.

Na minha prática, algumas misturas que deram super certo:

– A estampa mais fácil de mesclar: listras!

Sei que rola um mito de listras engordarem a silhueta, mas esqueçam isso: a menos que sejam listras grossas demais e super espaçadas, o efeito não é desastroso, não. E esse estilo náutico é tão atemporal! Sem contar que sempre vejo algumas bem em conta – tenho duas blusinhas de algodão que estão durando horrores, ambas da C&A, que paguei 15 reais em cada! Além disso é uma estampa molezinha de encontrar por aí, já vi várias vezes em lojas de departamento, feirinhas, brechós e ainda mais em sites como Aliexpress.

listras

Listras formam ótimas duplas com estampas florais, barrocas e geométricas. Pra não ficar demais, eu coordeno com acessórios neutros ou neutros pro meu estilo, hahaha, como os metalizados! 🙂

– Mesmos tons ou com uma cor em comum

Essa é outra dica infalível! Eu pego ao menos uma cor em comum de cada estampa para que conversem sem nenhum atrito, hehe! Nas fotos de baixo tem dois exemplos: no primeiro, o preto foi a cor que fez link e no look colorido ao lado, o azul e o branco! 🙂 Com uma cor em comum fica quase uma continuação entre elas, mesmo que sejam padronagens bem diferentes!

estampas-cores

HVAO_PapricaFotografia00045

– Estampa na roupa + acessório para menor intensidade!

Sapatos, bolsas e lenços podem e devem participar da brincadeira! Pra não ficar com uma mistura super marcada, optei no look por colocar a print no sapato. A calça já tem uma cor bem chamativa, assim o peso visual fica mais pra baixo!

E como o sapato tem uma cor mais pro laranja, ele combinou perfeitamente com o azul da calça, pois são cores opostas no círculo cromático, por isso complementares!

calca-pijama-hojevouassimoff-8

Outro nessa mesma proposta, reparem que também tem tons em comum 😉

azulejos-4

– Módulo avançado: gama de cores e tamanhos diferentes

No look com a jaqueta de tucanos, as duas estampas são bem diferentes, com tamanhos diferentes, mas fiz o link por tons próximos e em comum. O bacana é que a combinação tenha mais ou menos a mesma gama de cores, como abaixo: vermelhos, azuis, verdes, laranjas. Como a blusa tem estampa em tamanho menor e na jaqueta são desenhos maiores, essa sobreposição também fica interessante, como se fosse uma filhote da outra, uma junção mais equilibrada visualmente.

jaqueta-farm-adidas-2

– Tons da natureza e texturas!

Outro truque que adoro é coordenar estampa com textura! Fica um mix mais discreto, como se fosse um detalhe a mais sem ser tão escandaloso, hehe. Nos dois looks abaixo temos a proposta de t-shirt com estampa e legging texturizada em veludo e blusa de oncinha com desenhos barrocos na calça.

estampas-texturas

Além disso, o look que mistura onça, com verde, com dourado e bronze é quase uma inspiração nos tons da natureza, sabem? Pode parecer viagem, mas ter como referência a interação floresta/mata + bichos + céu/mar + metais é pegar ideias que super funcionam visualmente há séculos de forma natural e aplicar no seu cotidiano como um guia assertivo de combinações!

barroco4

Bom, do que eu já testei e funcionou, é isso! No mais, tudo é prática e treino, galera. Não fiquem com receio de testar suas ideias, ninguém taca pedra na gente quando um look não funciona como gostaríamos, não morre nenhum bebê panda. Pelo contrário: temos ganhos em criatividade, pensamos possibilidades, fugimos do nosso comum e nos damos ao direito de sermos felizes pela gente, sem medo do que o outro vai achar. Vamos nos permitir! 🙂

Alguém não pescou alguma ideia? Tem mais alguma dúvida ou sugestão? Fala aí!

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus: