Rolé na cidade: trabalho, brechós, comida e passeio em SP

Voltei de mais um final de semana em SP, com alguns aprendizados e mais bagagem pro lado profissional. Outra coisa boa foi ter tido tempo pra reunir material pra segunda parte do roteiro de brechós da cidade, e esse vai vir abarrotado de dicas, arrebatador para quem valoriza um bom garimpo!

ana-batman
Passeio e visita às lojas na Vila Madalena!

Uma prévia do que vai vir nesse roteiro: araras e mais araras abarrotadas de roupas para aluguel e venda!

brecho-sp
Uma pequenina parte do que virá do roteiro de brechós

Outro roteiro que eu preciso retomar é a saga da coxinha! Sampa é o paraíso das coxinhas, mas vejam vocês, nunca dá tempo de uma degustação. Dessa vez eu consegui pelo menos pedir uma na Bella Paulista, padaria clássica da cidade. Tudo nesse lugar é uma delícia, mas a coxinha não é imperdível, apesar de boa.

coxinha-sp

E falando em comida, eu estava curiosíssima sobre uma possível experiência gastronômica no novo hit da cidade, A casa do porco, empreendimento dedicado a alta gastronomia envolvendo todos os familiares da Pepa Pig (e, sim, tinha uma Pepa pendurada no açougue deles).

Pedimos o menu degustação e a quantidade de porco ingerida beira a overdose – até nosso suco de tomate vinha com uma panceta imensa decorando – mas é tudo tão surpreendentemente saboroso e na medida pro paladar, que não me senti empanturrada. Aliás, até o café tem aroma de bacon e acompanha uma balinha delícia de doce de leite…com bacon. A casa faz jus à fama e fiquei tão satisfeita que jantei um chazinho digestivo só para arrematar. Super recomendado, mas se preparem para uma mega fila.

a-casa-do-porco
Parte do menu degustação: um arroubo!

Voltemos para moda: vocês lembram da minha busca por aqueles oxfords de plataformas gigantes? Acabou que consegui alguns lindinhos que nem eram de solado tão alto, mas me fizeram feliz e desencanei daquele modelo que, aliás, já está nos pés de todo mundo, tomei bode, haha! Aí, estava eu bela e formosa indo pegar o metrô pra começar o roteiro de brechós, quando avisto um Stella wannabe na vitrine da Arezzo!

sapato-arezzo-2

Fiquei um tempo parada em frente, observando a semelhança e sabem que eu não gostei? Juro! Não gostei das cores ofertadas e nem do material ao vivo, além de ter achado bem caro, uns 400 reais. Sinceramente, será que a moda pegou tanto assim? Todo mundo tá curtindo essas super plataformas? Eu amo sapatos diferentes e usaria eternamente, mas permaneci encucada e matutando sobre o assunto.

sapato-arezzo

E encerrando esse post do meu drops paulistano, look que usei para um domingo com agenda lotada de análise de cores no hotel, que dessa vez foi o Mercure São Paulo Alamedas, no Jardins, bem pertinho da Paulista e da Av. Augusta – o que possibilitou ir andando a vários brechós só nesse trecho! A Accor é parceira do blog e sempre proporciona conforto e carinho para que eu possa viabilizar meus projetos e levá-los a mais cidades e leitores. 🙂

Outra pose, hahaha:

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Comente pelo Facebook

Comentários pelo blog

5 comentários

  1. Cristiane comentou:

    Poxa, podia ter comido uma coxinha na padaria Brasileira ou no Veloso. Nesses lugares as coxinhas são realmente imperdíveis! 😉

    1. Ana Carolina respondeu Cristiane

      Ja comi no Veloso, é a MELHOR!

  2. Lídia comentou:

    “Aí, estava eu bela e formosa” adoro! kkkk adoro a palavra formosa!rsrs Então…mas melhor do que moda é comida né não!!?kkkkk me deu vontade de sair daqui (interior de minas) e ir lá só pra comer esses baconzinhos..ai ai…bju

  3. Thaís comentou:

    Curti o oxford prata(acho que o preto tbm), não usaria pois não é meu estilo, mas acho que a moda pegou MESMO. Curto mt o seu da Via Mia. :*

  4. Cris comentou:

    Abala!! Vem pra Santo André -SP. A melhor coxinha do mundo vc encontra apenas aqui, na Padaria Brasileira!!!