Ronda do oxford plataforma

Acho querido demais quando mostro algo que acho lindo/desejo/adoraria ter e vocês me marcam no instagram, mandam pelo facebook e linkam no blog onde posso encontrá-los 😀

E foi o que aconteceu nessa última semana depois que postei que adoraria ter um oxford plataforma, surgiram algumas boas alternativas aqui do no Brasil sil sil, mostrando que essa ideia já está sendo abraçada na nossa terrinha – só que com muitos centímetros a menos do que eu gostaria, mas ok, já é uma luz no fim do túnel!

Existe o receio real das marcas colocarem os solados super altos e não terem retorno nas vendas, por isso aqui o tamanho dos solados são mais ~humildes~ se compararmos com o da estilista Stella McCartney – mas talvez eu seja das poucas exageradas que consideraria me equilibrar nas pedras portuguesas só para poder ter um desses. Oxford por oxford eu tenho os meus e que ainda estão ótimos, então se for pra ter um, que seja bem diferente, né não?

Separei da seleção que me mandaram os mais interessantes, de marcas daqui, feitos no Brasil com mão de obra brasileira:

oxford-plataforma-hojevouassimoff-3

O prateado foi a opção mais em conta que vocês me indicaram, da modernete Louloux, que está com promoção essa semana de 30% nos produtos do site, caindo de 198,00 para R$138,60, mas a numeração vai apenas do 34 ao 38 nesse modelo.

A segunda é das mais caras, da marca paulistana Juliana Bicudo, que tem uma pegada mais romântica com as cores e formas; o modelo é mais tratorado que plataforma, mas ainda assim é lindo de doer – dói também no bolso os R$699 por ele, mas a Juliana é mesmo mais carinha.

O terceiro foi campeão de indicações, o caramelo da Via Mia, mas que só tem no tamanho 35 agora, por R$189,00!

E o último também é prateado, com solado escuro e preço bem salgado, da Vinci Shoes: R$430 e vai do tam 34 ao 40.

Eu adorei os dois primeiros, mas queria o estilo do sapato sem ser brogue, que basicamente, é:

“As origens dos Brogues se cruzam com as dos Oxfords, na Irlanda e Escócia, além do fato de ambos serem calçados extremamente artesanais, feitos para serem usados por trabalhadores e caçadores, pessoas que passavam pelos mais diversos terrenos, entre eles: charcos, pântanos e lamaçais. Como tudo na moda masculina o Brogue era muito funcional, permitindo que quando estes intrépidos britânicos afundassem seus pés na água gelada, ela escoasse rapidamente, tornando a secagem do sapato mais fácil. Como sempre, o que era funcional se tornou um ornamento e hoje os furos acompanhando a costura ou no medalhão do bico são seu grande charme, mas pouco fazem pelo controle da umidade do sapato.

Em outras palavras, damos o nome de Brogue a todo o sapato que tem furos em seu cabedal, seria mais adequado dizer que brogue é um estilo e não um modelo de calçado.”

Descrição: site Canal masculino. Aliás, leiam a explicação super bem fundamentada e completa do site Canal masculino explicando a diferença entre ambos os estilos.

Voltando às opções nacionais, a sapateira mineira Virginia Barros – que está com lojas em Brasília e Rio de Janeiro – desenvolveu também a sua versão para o desfile da conterrânea Apartamento03 para a SPFW, mas já anunciou que o colocará à venda com plataforma menor.

virginia-barros

Todas essas são de couro, ainda não encontrei uma alternativa brasileira em material sintético para a galera que não consome produtos de origem animal =( mentira, encontrei sim e tinha esqueci de subir nesse post!

A Apuê, marca paranaense que estava expondo suas criações na loja da SPFW, levou à Bienal seu modelo espelhado totalmente vegano: não é um oxford plataforma, mas achei bacana apresentar como alternativa e uma boa evolução em moda sobre materiais e estudos no setor. 🙂 Os créditos da foto e da postagem são da Fê Canna.

oxford-vegano

Ontem fui também tirar a dúvida dos modelos da Zara ao vivo, que não é a alternativa que eu consideraria porque prefiro esperar um dia por alguma marca brasileira desenvolvendo o oxford plataforma dos meus sonhos.

oxford-plataforma2-hojevouassimoff

O primeiro foi o mais próximo que eu vi do estilo que eu adoraria, mas essas franjas não são removíveis e as achei bem desnecessárias. O outro disponível era um modelito mais discreto no solado e com o estilo oxford que eu quero, principalmente por ser azul marinho. Contudo, acho o solado do anterior mil vezes mais interessante nos detalhes!

Ambos são de material sintético, são bem duros e custam mais de R$240 reais, o que considero meio caro para um sapato que nitidamente vai machucar meus calcanhares, hehe.

Aliás, no geral eles não parecem ser os sapatos mais confortáveis do mundo, por isso não estou super animada em sair comprando (além dos meus atuais investimentos serem móveis pro apê novo) apesar do meu coração ser salafrário e gostar do que maltrata meus pés, hehe!

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Comente pelo Facebook

Comentários pelo blog

23 comentários

  1. Dani comentou:

    Ana, eu comprei esse de franjas da Zara e, com dó de arrancar, coloquei pra dentro, ou seja, as franjas estão por baixo do cadarço, ficou discreto. O sapato é lindo, sou apaixonada por ele, chama muita atenção e sempre me perguntam onde comprei. Acho que vale a compra.

    1. Dani respondeu Dani

      E esqueci de mencionar, eles melhoram com o uso (o meu só incomodou no primeiro dia). Uso com meia de algodão sapatilha, do tipo que fica invisível com sapatos assim. Mas não do tipo meia calça fininho, de algodão mesmo. Comprei na Tommy Hilfiger numa viagem. O sapato é bacana mesmo, eu vou atrás do prateado da Louloux, adoro a marca e o conceito de reaproveitamento.

      1. Ana Carolina respondeu Dani

        Bom saber, Dani! Obrigada por compartilhar!

  2. Marcia Lo Fiego comentou:

    Estranho, dessa vez gostei dos mais baratos, amei o primeiro prateado da Louloux. Vou olhar no site!

  3. Marcia Lo Fiego comentou:

    a sola é em EVA, não entendi se o sapato é de couro….sei não

    1. Ana Carolina respondeu Marcia Lo Fiego

      no site diz que o sapato é em couro e o solado é em EVA! 😀

  4. Bruna Veiga comentou:

    Ana, estou adorando sua preocupação em dar dicas para as pessoas que não consomem couro. Você, como sempre, uma fofa!!

  5. Cláudia comentou:

    Por coincidência, comprei hoje de manhã o da Louloux. Assim que receber te mando uma foto e as considerações se pega no pé ou não… hehehe

    1. Marcia Lo Fiego respondeu Cláudia

      Oi Claudia, estou muito curiosa pra saber como é, principalmente se o couro é bom! Será que prata não é difícil de combinar? Bjs

      1. Claudia respondeu Marcia Lo Fiego

        Márcia, eu já estava namorando um Oxford metalizado há tempos e quase comprei o da Arezzo. Mas achei mega caro, R$ 300,00, e não “amei” porque queria um com solado branco (o da Arezzo é preto). Eu acho super tranquilo de combinar, porque sou mega básica. Uso muito jeans, branco, preto e cinza. Por isso acabo investindo em sapatos e acessórios com mais impacto, hehehe.

        1. Márcia Lo Fiego respondeu Claudia

          Obrigada Claudia! Aguardo teu parecer sobre a qualidade. Bjs

  6. Paula Braz comentou:

    Aninha, que ódio de vc por ter mostrado esse sapato azul!!! Perfeito!

    1. Ana Carolina respondeu Paula Braz

      Hahahah se te consola, a minha amiga acabou de me falar que comprou ele e é um ASSASSINO de pés 🙁

      1. Paula Braz respondeu Ana Carolina

        Hahahaha estou mais tranquila agora. Mas sua amiga devia reclamar na loja. Vê se pode um sapato caro assim ser desconfortável.

        1. Ana Carolina respondeu Paula Braz

          também acho, mas ela não volta ao Brasil tão cedo 🙁

      2. Raquel respondeu Ana Carolina

        Olha, vai de cada um. Eu tenho o preto e branco desse e AMO! Aliás, todos os sapatos que eu tenho da Bicudo nunca machucaram meu pé…só o bolso, infelizmente. =/

      3. Raquel respondeu Ana Carolina

        Ah, estava fora e vi um oxford prata com solado branco relativamente altinho. Meu esposo até brincou dizendo que era de astronauta…só que peguei, peguei e achei super duro, com muito potencial de machucar. Ai fiquei pensando se eu realmente usaria tanto assim, se ia lascar muito meu pé e acabei desistindo. Não experimentei e nem lembro o preço. Não sei se vem para o Brasil (pelo menos por Manaus City ainda não deu o ar da graça), mas quem sabe alguém acha e dá sua opinião.

  7. Rebecca comentou:

    Adorei “coração salafrário”. Define a minha paixão por scarpins altíssimos de bico fino, lindos na loja e q aniquilam meus pés em cada pisada. 🙁

  8. Rosana comentou:

    Ainda não achei um plataforma na altura que quero, fico no aguardo por novidades e alturas…rssss

  9. Ana comentou:

    O Oxford da Juliana Bicudo é lindo mas, não gostei do solado.

  10. Ariana Melo comentou:

    Ana, vc é uma querida mesmo! Super fofa ao se preocupar em postar uma alternativa vegana. Já sou fã babona, fiquei mais!! <3