Meu novo estilo: a mulher que se reinventa

Depois de alguns meses, voltei a atualizar o blog. Mudei de casa, mudei de bairro, veio o luto da separação e de tantos sonhos idealizados, Nina mudou de escolinha, adoecemos e passei meses difíceis assumindo tudo sozinha, abrindo mão de muita coisa. Meu blog sempre foi minha paixão e deixá-lo de lado, assim como tantas outras coisas da vida, acendeu o alerta que já estava apitando aqui, mas ficou mais explícito nos últimos tempos: a depressão voltou.

Descobri muito recentemente o nome da doença que me acompanha desde jovem mas que eu achava que era outra coisa, afinal, eu conseguia levantar da cama, trabalhar, ser produtiva. E aí que está: só isso também. Quantas fotos eu vejo aqui nesse blog e lembro que estava em momentos depressivos, mas não sabia. É tão bom ter o nome do que se sente! É tão importante ter auxílio profissional e entender que não é só uma tristeza que dá e passa!

Estou voltando a entender o que gosto, o que me dá prazer, e mesmo ainda no olho do furacão de tantas mudanças profundas e marcantes na minha vida. Fui perdendo o prazer por me vestir, não me importando com minhas roupas, nem comigo. Perdi também a vontade de escrever e me fotografar, logo eu que sempre amei fazer essas duas coisas, vocês sabem.

Só que hoje tive uma longa reunião com uma aluna que vai fazer parte da minha retomada profissional, e conversei com ela da necessidade de construir uma persona para meu novo ano, não fingindo ser quem não sou, mas de criar uma identidade visual da mudança da minha vida, da minha retomada, da reviravolta de quem ainda se vê no fundinho do poço, mas sabe que tem sua luz, seu valor. Estive em São Paulo dando curso há uns dias e foi tão bom receber o carinho e feedback da minha trajetória, da importância que tenho nessa internet e na consultoria de estilo.

A Thais Godinho falou recentemente em uma live que começou a se vestir como uma rockstar. Não que ela criou um personagem, pelo contrário! Ela sempre foi do rock, é filha de roqueiro, e se encontrou agorinha nesse estilo, assumindo quem ela é na sua essência, e como isso tem a ver com estar com a autoestima mais elevada, coisa não muito comum na sua vida. E que pensou na sua importância profissional, em quem ela é “Eu quero me vestir e me apresentar como uma rockstar”. Eu achei essa análise e percepção sensacionais, porque isso traz pra nossa vivência uma outra postura pra vida!

Então, nessa reunIão que acabei de ter há pouco, de voltar a fazer meu planejamento anual, de repensar projetos, cursos, de voltar a sonhar com o que gosto e quero realizar, eu quero me vestir como essa mulher que tem a enorme capacidade de se reinventar, não importa quantas vezes seja necessário. Recebi tantas mensagens falando justamente isso de mim nos últimos tempos!

E eu sou mesmo essa mulher que não tem medo de reunir os caquinhos e recriar a partir daí, que é corajosa, destemida, tremendamente forte, valente, valorosa, criativa, dinâmica, comunicativa, que chega nos lugares e os preenche com sua presença. Eu sei quem sou e eu quero adaptar meu estilo para essa virada de chave, para a mulher que se reconstrói mais uma vez e finalmente se percebe assim, que reconhece todo seu valor.

E eu acho que muitas de vocês irão se reconhecer e poder também se inspirar nesse meu processo. Quero compartilhar como tem sido, como vamos começar a criar a partir do que já tenho e o que quero trazer de novo. Como todo processo vai demandar tempo e planejamento, então venho aqui falar mais sobre isso em breve <3

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus: