Looks com as roupas de grávida alugadas

Lembram que comentei sobre aluguel de roupas de grávida? Testei uma marca e vim contar para vocês o que achei da experiência.

Estou na fase que desanima comprar roupa nova, já que as roupas que funcionavam até semana passada, não rolam mais com o aumento da barriga. Também não rola comprar algo pra usar por pouco tempo, ou é difícil mesmo encontrar. Aí lembrei que me indicaram um serviço de aluguel de roupa para grávidas, uma espécie de guarda roupa compartilhado, a Bump Box, onde eu propus testar o serviço como pauta aqui pra gente (não é publi).

A produção tem marcas slow fashion e peças produzidas para se adaptarem às diferentes fases da gravidez e amamentação. Possuem planos mensais, trimestrais e semestrais, onde enviam uma caixa do estilo que você escolher (tem mais pro trabalho, tem pro calor, tem colorido, tem sóbrio) com 5 peças de roupa, que variam pra cada uma. Você usa por um mês, envia pela logística reversa deles e recebe outra que escolher, ou seja, mandam pelos correios.

Nessa, eu pedi com calça, que é a peça que eu mais sinto falta de usar. Gostei, não fica sacão, hehe, bom caimento. O legal nesse serviço é a variedade boa num período que seria difícil comprar tanta roupa nova, sem necessidade. Minha observação é que os tamanhos vão do PP ao GG, então uma parceria com marcas plus size pra contemplar não só tamanhos maiores, como uma diversidade maior de corpos, seria melhor.

Eu estou usando demais o vestido vinho – adorei a assimetria dele! – e a blusa com estampa, se não estivesse tanto calor usaria os dois juntos. 😊

Mas vale a pena mesmo?

Olha, você tem a opção de pegar esse valor e comprar uma peça de roupa ou duas – nos brechós, mais. Mas corremos o risco de enjoar muito de tanto que usamos na gravidez (sério, são muitos relatos sobre), de não caber mais no mês seguinte, de comprar só porque coube e não tem a ver com seu estilo, de ter algo parado depois que o neném nasce…pode ser um valor gasto em variedade, em opções de acordo com momentos da vida, mas esse custo x benefício só você poderá mensurar.

Fica aí o recurso para quem não tem pra quem pedir emprestado ou não está na pira de entulhar o armário!

Truque com lenço na gravidez

A cada semana nessa etapa final da gravidez a barriga aumenta exponencialmente e, por conta disso, têm sido cada vez mais tenso manter as mesmas roupas que cabiam outro dia. É fato que não dá pra comprar tanto nesse momento, então estou recorrendo cada vez mais aos acessórios para tentar diferenciar as produções.

Daí que eu estava doida pra usar algum lenço marcando a barriga, mas não estava sabendo fazer de um jeito que eu gostasse. A ideia veio a partir da troca com a Stella, que me fotografa. Mostrei o lenço pra ela (que serve como canga também), que comentou “vi uma amiga usando assim, por cima de um vestido como esse que você está”. Na mesma hora pedi pra ela me ajudar na amarração e adorei o resultado! Ficou uma sobreposição, quase uma saia dupla, o que deixou o vestido mais interessante e o visual bem criativo:

Vestido Virginia Barros
Lenço Insecta Shoes para Benta Studio
Tênis Adidas

fotos: Stella Ribeiro

O melhor é que, nesse calorão, não dá pra se falar de sobrepor sem morrer de calor só de pensar. Mas o vestido é bem soltinho e de algodão, e o lenço é de viscose, o que também não esquenta. Então só assim para operar esse milagre no verão!

Eu adorei esse look e achei a ideia ótima para marcar também o barrigão de um jeito diferente. 🙂 Olha aí a dica pra gente usar, grávida ou não, mais os lenços que temos parados no armário!

Aluguel de roupas de grávida e de bebês

Nessa saga que é se vestir com uma barriga que aumenta exponencialmente a cada semana – juntamente com quadril, bunda e seios – eu descobri na prática, que:

1) Roupas de grávida não são bonitas na sua maioria
2) não adianta comprar uma roupa no 5º mês achando que vai durar até o fim da gestação, pois o corpo muda tanto que altera demais o caimento e o conforto.

Você vai ter que se conformar em ter as opções reduzidas pra duas, três peças, fora que muitas já pensando na fase da amamentação, com mais facilidade de acesso aos seios.

Nessa busca, encontrei algumas marcas que oferecem serviço de guarda roupa compartilhado para essa fase da maternidade e também para enxoval de bebês! Eu achei o máximo, porque roupa de grávida muitas vezes é jogar dinheiro fora com algo que se usa pouco e depois fica ali ocupando espaço, assim como as tais roupinhas de bebês, que duram nem um mês e já precisamos passar adiante.

Dessas listadas, fiz parceria com a Bump Box, quando chegarem as peças eu conto a experiência aqui.

Bump box

Bump box

https://www.bumpbox.com.br/

De São Paulo, mas enviam para todo o Brasil. São 15 tipos de caixas com looks prontos, de cores coordenáveis entre si e separados por temas. Você escolhe a sua caixa com 4 peças e recebe em casa. Usa por 30 dias e devolve no envelope lacrado. Nem precisa se preocupar com a lavanderia. Se estiver num plano de 3 ou 6 meses, quando entregar a sua caixa usada, já recebe a do mês seguinte. Eles tem plano mensal, trimestral e o plano semestral, que custa 279,00 e você recebe 6 caixas por vez.

Due Vita Gestante

https://instagram.com/duevitagestante

É uma marca revendedora, mas que está começando no esquema de aluguel de roupas. Não achei os valores no perfil deles, foi uma amiga quem me passou o contato, por isso pode valer a pena perguntar pelo WhatsApp que eles disponibilizam.

Tuga

https://instagram.com/tuga_assinaturacircular

Aluguel de roupinhas de bebês, com planos de 4 a 24 peças, onde cada família monta seu próprio kit. O acervo atende bebês de 0 a 18 meses e o kit com 8 peças, por ex, sai a 99,90/mês. Eles enviam as fotos por inbox do Instagram, você escolhe, faz o pagamento por pagseguro e eles enviam por correios. Achei fofo demais!

Quem conhece mais marcas que salvem as gestantes? Hahahahha! Me contem aqui. 🙂

O que eu gosto de vestir na praia

Cariocas normalmente não são adeptos de vestimentas de praia que não sejam um short jeans e uma regata – aqui dificilmente usamos qualquer coisa diferente disso. Eu gosto de usar camisas como saída de praia e o assunto rendeu no instagram quando mostrei minha mini mala praiana.

Eu fiquei 6 dias na região litorânea e levei numa mochila:

– 3 vestidos leves de malha
– 3 camisetas sem mangas
– um short de elástico (porque só tá cabendo um mesmo, haha)
– 2 camisas de algodão e linho, camisa estilo social, de botão
– 1 tênis
– 1 chinelo
– necessaire com produtos de higiene pessoal
– 1 par de brincos

Usei o short e regatas mais pra ficar em casa e na praia usei uma camisa social antiga do Igor, mas resgatei uma foto antiga usando uma camisa listrada de linho da Osklen que eu AMO, uso tanto no dia a dia quanto pra momentos como esses, relax. Como eu disse pra vocês, lá no instagram foi rebuliço do pessoal dizendo que não usava as camisas de sempre para praia por medo de manchá-las. Eu entendo esse receio e chamei vocês pro papo!

Na 1ª foto uma camisa que uso tanto pra cotidiano quanto na beira do mar, essa listrada de linho. Adoro, acho um visual elegante e uso sem dó. Na foto prenha, uma camisa social masculina, que Igor tinha aqui e me deu quando viu que eu estava sem caber nas minhas camisas habituais. Muita gente comentou que gostava da ideia, mas tinha muito receio de manchas de suor, protetor solar e afins nas roupas (calor já é outra conversa hehe).

Eu sou dessas que usa o mesmo guarda roupa tanto para uma reunião, quanto para dar um mergulho. Roupa tá aí pra ser usada, se não a pena de sujar prevalece, nunca usamos, daí um belo dia abrimos o armário e descobrimos que a dita cuja está manchada de guardado 🤭 Sem contar que a mala rende muito mais quando não setorizamos tanto assim.

A camisa listrada é meu amor, curingona, mas mesmo assim uso até ficar bem estrupiada, até sacar que as manchas já estão extrapolando o bom senso, e mando pra lavanderia, onde todas as manchas somem magicamente!

Protetor solar mancha? Dependendo, sim. Tomar açaí e cair na blusa, mancha? Putz, sim. Gente, VIVER deixa marcas e isso se aplica às roupas, que estão ali vivendo a vida em nossos corpos. Uma esfregada mais dedicada com detergente na mancha seca, e pronto, ninguém nem nota. Tem roupa que tomo o maior cuidado e, pimba, percebo um furo, um encardido, sabe-se lá de onde. Então eu sei que isso depende de uma série de fatores (privilégio branco, empresas com homens ocupando cargos de poder que exigem uma impecabilidade das funcionárias), mas a mensagem hoje é que tem uma vida acontecendo sem rascunho, e eu gosto de me sentir eu mesma todos os dias. 😊