Inspirações para casar no civil

A Vivi, curitibana leitora das antigas queridíssima e moradora de Curitiba, pediu no início do mês sugestões de looks para quem vai casar no civil. Eu fiquei muito feliz por ela, mas preocupada com o post, rs!

Explico.

Eu não casei de papel passado e nem fiz nenhuma cerimônia. Eu e Paulo casamos no coração…são 11 anos juntos e várias coisas em comum. Uma delas é que não somos muito chegados a casórios em Igreja, com pompa e circunstância. Eu sou muito estressada e ansiosa, acho que, mesmo com cerimonialista, eu não ficaria nem um pouco bem da cabeça, rs. Acho que eu infartaria pensando em tantos detalhes e, sinceramente, apesar de saber que é um momento lindo, preferi trocá-lo por uma viagem, hehe. Raspamos nossas economias e passamos 1 mês na Europa, em uma lua-de-mel só nossa e foi lindo. E foi nosso.

Claro que sempre imagino como seria meu vestido e a festa teria que ser original em vários aspectos, por isso me pego pensando na possibilidade de fazer em um futuro distante, rs, um casório bem intimista, para poucos amigos, em um cartório. Um dos arrependimentos que tenho foi não ter comprado esse vestido do Ronaldo Fraga para meu futuro-sabe-se-lá-quando-casório. É de uns 6 ou 7 anos atrás, na época custava 1.300,00, não tive obviamente grana pra comprar…mas teria sido lindo casar nele!

Achei essa foto na internet! Olhem o detalhe do vestido, tem os noivinhos costurados e é todo bordado de perolazinhas. A noiva ficou linda de Ronaldo Fraga! <3

Primeiro, eu não pago nem morta uma fortuna em um vestido de festa que vou usar 2 ou 3 vezes. Segundo, a maioria dos disponíveis não combinam com meu estilo. Por isso quando encontro algum por um excelente preço e que seja de acordo com meu gosto, eu compro, mesmo sem casamento à vista! Ano passado comprei em BH um longo lindo do Lucas Magalhães, estilista mineiro, na loja da Ana Paula Pedras, a Galerie. Estava com um preço que dava para eu pagar e definitivamente, faz muito mais o meu estilo. Já que o casamento do meu cunhado é esse ano…arrematei o vestido sem pestanejar! Rs!

Mas mesmo sem ser expert em casórios, nada que um pouco de bom gosto, bom senso e carinho não resolvam na hora de opinar, né? Fiz uma pesquisa para escrever esse post e eu espero que esteja à sua altura, Vivi! 🙂 Até porque, se tem uma coisa que eu gosto, é de ajudar as pessoas a acharem roupas que tenham a cara delas!

Casamento no civil não precisa de nenhuma formalidade no vestir. Isso na teoria, já na prática acho lindo quem dá valor para os detalhes em cada momento da vida. Por que não estar linda e radiante na companhia do seu grande amor? Eu pelo menos ia querer ficar bonitona para o meu futuro marido… <3

Não é o caso de vestir obrigatoriamente um longo nem nada super elaborado. Afinal, é uma cerimônica mais informal, terão outras pessoas estranhas a você no recinto e cartório quase sempre é na rua. Eu fui em um casamento civil de amigos que o cartório tinha uma parte especial toda decoradinha, todo mundo foi de terno e arrumado, foi lindo! A noiva estava com um vestido plissado comprido, estilo vestido grego, com um arranjo discreto na cabeça e um penteado simples, mas bonito.

Imagino que o vestido possa ter um detalhe no cinto ou um leve bordado, as costas em tule, por exemplo, ou de tecidos mais encorpados ou naturais, como algodão, linho, crepe, seda. Na verdade, dá até pra ser ousada e apostar em um macacão bem classudo, acho chique!

Sobre as cores, acho que também não precisa necessariamente ser branco. Quer vestir vermelho, rosa, azul, verde, roxo? Acho ótimo! Mas nesse caso vamos imaginar que a única cerimônia seja mesmo a civil e aí vai da noiva a opção de vestir branco, rosé, nude ou champagne e caprichar mais na produção.

Achei essas três peças da Maria Filó a síntese do que escrevi. Todas poderão ser aproveitados depois sem problemas, não é o tipo de roupa que a gente compra para uma ocasião e depois fica lá, esquecida no fundo do armário. A primeira, um macacão super elegante, seguido por uma opção mais festiva, com esse longo com detalhes nos ombros e cinto bordado; o último, um vestido de renda de comprimento médio, com uma transparência suave. Todas essas peças estão 50% OFF nas lojas, para quem interessar!

Update: A Simone contou nos comentários que casou em 2000 e na época o cartório proibia as mulheres de casarem de calça (!!!!). Gente, eu desconhecia essa! Vou perguntar e apurar melhor, alguém sabe se essa regra ~besta~ ainda existe? 🙁 Saia curta e shortinho, vá lá…mas calça??

Mais três looks, da esquerda pra direita: Mabel Magalhães, Patachou e Folic. No primeiro, eu achei a sobriedade do vestido ideal para a ocasião! Sem muitas firulas, mas com uma modelagem bonita, feminina. Gosto dos detalhes nas mangas e o cinto com pedrarias arremata com extrema elegância o look. O toque de ousadia fica reservado aos pés: sandália dourada metalizada! Os outros dois são perfeitos para quem já tem esses itens no armário ou quer investir em uma produção que possa usar depois, principalmente no dia a dia. Pantalona é uma calça extremamente elegante para a ocasião e a saia reta em cor clara tem uma padronagem de arabescos discreta que dá aquela graça no visual, um detalhe mesmo!

Ainda nos vestidos, esses dois são da Patachou. Gosto da transparência em tule do detalhe e do tom pêssego beeem suave, acho uma cor bonita, diferente do usual. Apesar do plissado ser meio perigoso, também selecionei essa opção para mostrar que as texturas são uma outra ideia interessante para o dia. Eu só trocaria as sandálias, ou colocaria um scarpin ou uma sapatilha mais phyna.

Ufa! Essas são algumas ideias apenas, Vivi. Desculpe a demora e espero que tenha ajudado a inspirá-la. Acho que não tem como fugir: a noiva que quiser um vestido que seja a sua cara, por um bom preço principalmente, vai precisar gastar sola de sapato e andar, andar, andaaaarrrr! Olhe todas as lojas, das caras às de bairro, experimente, converse sobre possibilidade de ajustes, não leve nada que não tenha amado ou caido quase perfeitamente em você (até porque um ajuste ou outro é normal…). Recebi o email de uma leitora relatando que só foi encontrar o seu em uma loja da sua cidade, um dia antes do casório! Ou seja: tudo dá certo no final. 🙂

Sejam felizes, porque isso é o que importa no final. Um beijão,

Ana

Não poderia deixar de falar que a Camis já tinha feito um post muito bom sobre o assunto, com dicas também de roupas para as madrinhas e as mães, ficou perfeito.

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Comente pelo Facebook

Comentários pelo blog

37 comentários

  1. Luna comentou:

    Nossa, horrendo aquele primeiro vestido. Desculpa, mas nao da mesmo!! Os outros também nao achei nada a ver com casamento. Os 3 primeiros pareciam pra um cruzeiro. =/

    1. Ana Carolina respondeu Luna

      Luna, se não gostou do vestido, tenha ao menos educação e sutileza. E são ideias para casamento no civil, desculpa, mas acho que você não leu o post direito…ou não sabe o que significa “casar no civil”…enfim.

  2. Amanda comentou:

    Achei os vestidos lindos, bom pra noiva não ficar com “cara de todo dia” e sem exageros. 🙂

    Uma vez fui num casamento no cartório em que a noiva estava seguindo mais ou menos essa ideia (vestido curto, cabelo arrumadinho…) e uma “madrinha” (testemunha no caso né?) foi de vestido longo, com brilho, beeem com cara de festa… convenhamos que não combinou com o local, ocasião e nem horário.

  3. Viviane Moreira comentou:

    Ai…… fiquei emocionada! <3 Tô arrepiada!!! Esse post foi um presente teu pra mim!!!!! <3 <3 <3
    Antes de mais nada, eu não sou curitibana, sou do interior de São Paulo (Americana), escolhi morar em Curitiba depois de formada, estou aqui desde 2003! 😛
    Aninhaaaaa queridaaaaaaaaaa muito obrigada pelo post! Adorei as sugestões (juro tô arrepiada enquanto escrevo!!)
    Sabe que eu adorei os modelos da Maria Filó? Uau! Vou dar uma chegadinha na loja hoje mesmo! Macação?! Que interessante….. e chic!
    Devo dizer também que amei as tuas palavras e isso de casar de coração, é bem isso que fiz a 16 anos atras, mas nos últimos meses pensamos em oficializar e pensamos só no civil, apesar de minha família ser muito católica e desejar um na igreja, optamos por nesse ano (por questões econômicas) fazer só no civil mesmo, mas não é tão já ainda, como sou ansiosa (somos parecidas?) eu já estou de olho em tuuudo! 😀
    Mais uma vez eu te agradeço querida amiga (se já é minha amiga do coração, se sabe né?)!!!!
    Beijos e mais beijos….. ainda emocionada, acredita?! hahaha… só eu mesmo…. 😛
    Vi

    1. Ana Carolina respondeu Viviane Moreira

      vc é de Americana??? ah, que legal! hahaha! Tenho amigas de lá! 🙂 Vou consertar o post. Por nada! Vc é uma querida e merece esse carinho. Um beijão!

      1. Viviane Moreira respondeu Ana Carolina

        Sim!!!!! Sai de lá em 96 e fui fazer faculdade em Londrina (PR) e depois de formada vim pra Curitiba! Se bobear eu conheço tuas amigas… kkk
        Encantada com meu post!
        Obrigada de novoooo! <3
        Bjsssssss
        Vi

        1. Ana Carolina respondeu Viviane Moreira

          Deve conhecer sim: Milene e Patricia Comini, eram nadadoras! 🙂

    2. Rose respondeu Viviane Moreira

      ai Vivi como vc amei os da Maria Filó e como vc sou casada de coração, e quem me dera encontrar um que me servisse e fosse de uma marca bacana quando for oficializar a união kkkkkss, mas já estou me inspirando bjs..

    3. Adriana respondeu Viviane Moreira

      Não acredito, Vivi! Eu sou a noiva que comprou o vestido um dia antes do casório, rs! Foi lá numa loja justamente em Americana! 🙂
      Beijos!
      P.S.: Ana, muito obrigada pela atenção no e-mail! Estive off nos últimos dias, mas vou responder!

  4. Priscila de Curitiba comentou:

    Oi Ana, amei o macacão branco muito lindo e elegante!!!!! =)
    Quando casei no cartorio casei de lilas bem clarinho, o vestido tinha comprimento médio, e tinha plissado, maravilhoso!!!! Amo as fotos do casamento, então acho que acertei!!!!! rssrrs

    Adorei o post!!!! Bjos,

    1. Ana Carolina respondeu Priscila de Curitiba

      Lilás! Deve ter ficado liiiinda! 🙂

  5. Letícia Garcia comentou:

    Ana e Viviane, me identifiquei com vocês. Sou casada de coração há 13 anos. Temos 2 filhos lindos de 1 ano e 4 meses, mas penso vez ou outra em fazer alguma cerimônia, algo do tipo uma comemoração de 15 anos de casados, quem sabe? Até porque os meninos vão estar grandinhos e já vão poder ser tipo um pajem, sabe? Penso numa celebração de agradecimento. Penso também no civil, mas bem que podia ser retroativo, né? Porque vão contar a partir da data da assinatura no cartório e não do tempo que estamos juntos! Como vocês lidam com esse sentimento? Ou não se preocupam com isso?

    1. Ana Carolina respondeu Letícia Garcia

      Acho q não me preocupo, eu e Paulo somos péssimos com datas, rs! E achei lindo pensarem uma celebração de agradecimento <3. Celebrar o amor é sempre bem-vindo! 🙂

      1. Viviane Moreira respondeu Ana Carolina

        Eu gosto de datas, deve ser porque sempre tive um diário onde colocava tudo que me acontecia, eu sempre conto desde o início do namoro, mas bem a verdade isso tudo não importa, não é mesmo? E bem como a Ana disse: celebrar o amor…. <3
        Já imaginei seus filhos de pagem! Aiii que lindo!
        Bjsssssss

  6. Renata Guimaraes comentou:

    Olá, Ana! Sempre passo por aqui mas não costumo comentar, mas hoje, não tem como! Lindo o seu post, simples, mas com aquele seu jeitinho. O vestido do Ronaldo Fraga eu realmente achei a sua cara! Vou ficar noiva este mês e pretendemos nos casas no civil, algo apenas para família e amigos e foi muito bom. Ver as dicas e inspirações. Vou guardá-las com carinho!
    Um beijão, Re

  7. Letícia Garcia comentou:

    Ah! Ana, os vestidos são lindos, qdo vc for casar, encomenda um Ronaldo Fraga só pra vc. Bjs.

    1. Ana Carolina respondeu Letícia Garcia

      quem dera eu tivesse esse poder! Posso até falar com o Ronaldo, mas acho que ele vai rir de mim, rs

      1. Cláudia Coutinho respondeu Ana Carolina

        Pode parar com isso…Tem esse poder sim!!!!! srsrsrsr

        Bjinhos no coração… 😉

        Cláudia Coutinho

  8. Cláudia Coutinho comentou:

    Aninha!!!!

    Que post lindo!!!!

    Eu meu marido nos conhecemos em 2003 e resolvemos morar juntos em 2004. Só em 2010 nos casamos no civil…mas na época, estávamos num aperto danado que nem deu prá fazer uma cerimônia legal para a família e os amigos…deu até vontade de fazer uma cerimônia linda só prá usar um desses vestidos lindos!!! rsrsrsr

    Parabéns pelo seu bom gosto…tenho certeza que a Vivi vai adorar suas dicas.

    Bjinhos no coração… 😉

    Cláudia Coutinho

    1. Viviane Moreira respondeu Cláudia Coutinho

      Eu amei Claudinha!
      E estou adorando todo mundo partilhando suas histórias…. que post cheio de amor! <3 <3 <3
      Bjsss

      1. Cláudia Coutinho respondeu Viviane Moreira

        Ei Vivi!!!!

        Prazer “falar” como você!!! rsrsrsr

        Muito legal isso aqui… a gente acaba se identificando com as pessoas mesmo sem conhecê-las.

        Bjinho no coração… 😉

        Cláudia Coutinho

  9. A Maria Filó tem ótimas opções!!! Dá última vez que estive lá chorei com as peças de rendas e bordadas que não cabiam no meu bolso…kkkk mas como ela está em liqui quem sabe, né?

    bjssss

  10. Angela comentou:

    “Casamos no coração”, Ana essa é a frase mais linda que li nos ultimos tempos…

    Isso é importante: o que os dois sentem. Não temos a obrigação de provar nada a ninguém”

    Amanha fazemos 9 anos de namoro e cumplicidade e finalmente este ano vamos morar no nosso ap que lutamos tanto para comprar…Duro é ouvir as pessoas dizer que para morar junto tem que casar! Mas nós já somos “casados” e apesar de nao morar juntos nos sentimos casados a decadas, pois nos sentimos assim e viajamos muitooo e temos experiencias incriveis juntos… isso de casar não irá mudar em nada, apenas iria me dar dores de cabeça e me mataria de ansiedade como vc mesma descreveu no post, sou igual a vc rsr, nunca tivemos esse sonho e muito menos o $ para fazer festa.

    Amei suas idéias e os looks, e vc esta me incentivando a casar no civil…. pois eu PRECISO usar um vestido chique e elegante como esses e até quem sabe que eu mesma faça… seria o mínimo cobrado pelas amigas já que sou estilista…

    Beijos!! e muitooo obrigada pelo incentivo!!!

    (lembrei do filme Sex and the city 1 rsrs)

    1. Letícia Garcia respondeu Angela

      Também achei a frase linda. Agora, qdo me perguntaram se casei na igreja vou responder que casei no coração kkkkkkkkkkkk

  11. Flávia comentou:

    Olá, Ana!!!

    Assim como você, eu também não gosto destas cerimônias com pompas e de vestidos de festa que nunca mais serão usados.
    Gosto do simples, do delicado…
    Eu me casei em maio do ano passado, com uma cerimônia no civil e foi lindo. Simples e lindo!
    Usei um vestido de algodão com renda e me senti super confortável.
    Apenas fizemos um almoço com familiares e padrinhos em uma fazenda linda aqui da região e foi uma delícia. Sou da opinião que “menos é mais”.
    Ainda penso em me casar no religioso, mas com uma cerimônia simples também, durante o dia e de preferência em um campo, fazenda ou algo do tipo.
    Amei suas sugestões, especialmente o terceiro vestido da Maria Filó (na verdade, lembra muito o vestido que usei…rs)..eu o usaria em meu casamento, com toda certeza!
    Beijos e parabéns pelas ótimas dicas!
    Flávia
    http://euameivctbmpode.blogspot.com.br

  12. Heloisa Barbosa comentou:

    Tb sou desse clube do casorio do nosso jeitinho. Nada de mt frufru e pompa. N abro mao do religioso, ate pq existe a opçao de receber a bençao sem td aquela pompa(quase ngm sabe disso). Mostrei o post p meu noivo e ele ate deu a opiniao sobre o vestido. O mesmo q eu gostei…aquele com ares greco-romanos. Enfim amei o post. Inspirador<3 bjs Helô

  13. Ana, curti o post, as roupas, e sei o tanto de carinho que você colocou aqui. Apenas para não frustrar a galera que curtiu o macacão e a pantalona, queria contar que quando eu casei no cartório (em 2000), havia uma PROIBIÇÃO às noivas de se casarem de calças, assim como o noivo não poderia usar bermudas.
    Lembro perfeitamente que tinha providenciado uma roupa linda, super a minha cara, chique para a ocasião, mas envolvia calça. E descobri que não poderia usá-la apenas alguns dias antes. A minha raiva foi tamanha em ter uma regra estúpida impedindo-me de usar a roupa que escolhi para o meu casamento, que fiz questão de me casar com um vestido bem curtinho e rosa pink!
    A rebelde do cartório, huahuahua.
    Enfim, hoje consigo rir disso, mas foi algo que me deixou muito triste na época, e portanto aconselho as meninas casadoiras a informarem-se direitinho nos seus cartórios (13 anos se passaram, isso pode ter mudado, tomara).
    Beijocas!
    PS: De curto pink e cara amarrada pro juiz, não importou nem um pouco, o casamento está aí até hoje. 😉

    1. Ana Carolina respondeu Simone Tressi

      Menina! Tá vendo o por quê do meu receio de escrever algo que desconheço? Taí, aprendi mais uma coisa para minhas pesquisas: não basta apenas pesquisar a roupa, mas também o local. Obrigada, Simone! Vou escrever essa obs no post 😉

  14. Rose comentou:

    Ana querida fiquei encantada com quase tudo mas o macacão me ganhou com vocês também sou casada no coração e estou pensando em oficializar a união babei nas opções da Maria Filó e percebi que o bom é que vc pode usar depois eu outras ocasiões né Ana ? Querida um xeru da Rose…

    1. Ana Carolina respondeu Rose

      Aí o investimento vai direto pro guarda-roupa ajudar a multiplicar nossas possibilidades, Rose, querida!

  15. Mayara Silvestre comentou:

    Ana, querida! Primeiramente, vc é uma linda, graciosa e adorável, amo o blog, os looks… Vejo e revejo e sempre me inspiro para compor meus looks! #salveana haha… Olha eu fui madrinha de um casório civil em 2009 o qual a noiva usou calças… Então acho que a regra, ao menos em São Carlos, SP não se aplica mais, rs! Amei os vestidos… Principalmente amei o 2º da Maria Filó, divino! Eu quero algo beeeem simples… Tb casei de coração e hj estamos pensando em oficializar o lance! Rs! Beijão Ana… Continue sempre nos dando suas dicas Glam que vc arrasa sempre! #leitoraassidua

  16. monize comentou:

    Ana!
    Nunca comentei (clássico início de comentários haha), mas não me aguentei quando falaram que mulheres não podiam casar de calça!
    Minha mãe se casou em 1987 com papai de terninho todinho branco(em suas devidas proporções de um terninho dos anos 80. leia-se: big ombreiras), toooda linda!
    Sou de Sorocaba e eles casaram por aqui mesmo, então não sei se essa “lei” era válida para todos os cartórios…
    enfim, parabéns pelo blog, sua fofa!

  17. Então, Ana. Que bom que tem gente se casando de calças por aí, mas em pleno ano 2000, em um cartório da Tijuca, onde me casei, não era permitido. Recebi uma folhinha com regras poucos dias antes do casamento. E se quer saber, o cartório ficava ao lado de um Sindicato dos Trabalhadores da Indústria de Cerveja e foi no salão feio e sujo desse sindicato, que todas as cerimônias do dia foram realizadas. (Era em frente ao Clube do América) Tinha noiva de vestido tradicional, véu e buquê (inadequada na minha opinião, mas ok), tinha noiva de vestidinho simples, tinha noiva de blusa e saia, tinha noiva de tailleur, todo mundo em tons clarinhos, e tinha eu de pink. Mas de calça não havia nenhuma, porque não podia. Pode ser uma regra absurda e ridícula apenas de um juiz específico, ou de um cartório específico, mas eu passei por isso e minha intenção ao comentar aqui foi somente alertar outras pessoas para que não passassem pelo constrangimento que eu passei.

  18. Juliana comentou:

    Ana, que post lindo – pelo carinho, pelas imagens, pela experiência de vida!

    Estou morando com meu namorado faz pouco mais de um ano, mas sempre quis casar. Não a cerimoniazona na igreja (já fui a algumas, não gostei de nenhuma, me sinto incomodada), mas uma festa para famílias e amigos, porque eu 1) adoro uma festa (hehe) e 2) sempre quis compartilhar isso com eles. Mas nunca me preocupei com isso – a gente brinca sobre o assunto, mas nunca tá em primeiro plano, sabe? A gente ainda está estudando, mal sabe onde vai passar o ano que vem, e tudo isso influencia muito – nunca quis casar pra continua dependendo dos meus pais. Não critico quem tenha feito, mas nunca esteve nos meus planos, sabe? Aí, as ideias vão ficando guardadas num arquivo mental – quem sabe um dia não as coloco em prática?

    Beijo grande!

  19. Que post mais fuefo! Amei todas as opções!

    E a Maria Filo ultimamente tá me matando, coisas lindas demais e chiquetosas, femininas, mas sem ter um ar infantil (mas infelizmente meu bolso não se adaptou às mudanças na Filo e já não posso mais comprar lá tão facilmente, so sad!!!)

    Gostei quando você falou de outras cores. Minha cunhada fez um casamento civil, mas foi no jardim de casa (lindo de viver – todo decorado!) e casou de verde bandeira! E ficou liiiiinda!!!!!! Com arranjo verde, de folhagens naturais no cabelo e tudo. Um luxo e o melhor, super refletindo a prsonalidade dela. Isso, pelo menos pra mim, é o mais importante.

    Beijos procê!

  20. Juciany comentou:

    Post super inspirador, vou casar apenas no civil e depois iremos para um restaurante com os amigos e familiares e nessa busca incessante por inspirações senti muita falta de um post assim com inspirações para noivinhas que não terão uma megafesta. Quando eu casar vou mandar meu look para você postar como inspiração para as leitoras, pois podemos casar lindas e com preço super acessível. Bjus

  21. Caroll comentou:

    Amei a matéria Ana, era tudo que eu precisava ler neste momento… Amei os vestidos… Ah sou de Campinas – SP conhece??
    Nossa meu sonho é fazer a festa do ano, mais nem tudo é perfeito e casarei primeiro no civil, e depois de juntar um bom dinheirinho caso na igreja. Aiii não vejo a hora.
    Um beijão 😀