Marisa na sua porta

Acabei de ler no Uol essa notícia: a rede Marisa vai começar a vender roupas de porta em porta, tal qual empresas de cosméticos que se consolidaram nesse mercado, como Avon e Natura. Cerca de 700 consultoras que já fazem parte do projeto-piloto da empresa vão ser responsáveis pelas vendas através de catálogo sob o slogan “Agora a Marisa está onde você estiver”.

Loja_Marisa_no_RJ

Segundo o diretor de serviços financeiros da rede na entrevista à matéria do UOL, ele acredita que esse canal será complementar às vendas nas lojas físicas e internet, já que é uma fatia de mercado que não é explorada pelas empresas do mesmo ramo. E tem mais: em breve as compras também poderão ser feitas no cartão Marisa.

Achei no mínimo curiosa essa nova modalidade de vendas da rede…não sou muito de comprar por catálogos, poucas vezes recorri a eles pela comodidade, o problema é que sempre esperei quase 1 mês pelas minhas compras.

Muitas mulheres preferem também experimentar antes de comprar, mas claro que esse tipo de venda também garantirá a troca ou devolução do dinheiro em caso de desistência. Mas serei sincera, não gosto do acabamento e tecido das peças da Marisa, deixam muito a desejar…eu prefiro experimentar antes e tocar na roupa para saber se vale a pena ou não, mas muitas vezes não vale.

O que vocês acharam dessa novidade? Alguém curtiu a ideia e arriscaria comprar pelo catálogo?

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Comente pelo Facebook

Comentários pelo blog

21 comentários

  1. Deia comentou:

    Na Marisa eu já não consigo comprar nada em loja física. Por catálogo muito menos… rsrs

  2. A Marisa ‘e mesmo muito relativa… Pode ser que venha algo bom, mas, na maioria das vezes, os tecidos são ruins… desbotam, relaxam, etc. Também sou consumidora que precisa ver, tocar no tecido. E outra: curto entrar na loja, passear pelas araras!
    Se estou sem tempo pra comprar, não compro. Gosto de ter tempo e escolher o que me agrada, portanto, acho que não vou aderir a essa nova empreitada da marca.
    Beijos, Ana!

  3. Elionay Alcântara comentou:

    Não gostei não, não compro roupa nem pela internet porque gosto de provar, provar e provar !

  4. A Marisa está na contramão das suas concorrentes. Enquanto Riachuelo e C&A investem em coleções com estilistas e grifes renomadas e a Renner está cada vez melhor nas apostas com tendências de moda, a Marisa continua com roupas de péssimos tecido e caimento e design lamentável – prá não falar UÓ DA CAFONICE. Tenho pouquissimas peças de lá. O que gosto mesmo são as lingeries, pijamas e camisolas. De resto….

    1. debora respondeu Ju Santana

      concordo.

  5. Concordo com a Ju Santana, minha última aquisição na Marisa foi uma blusa com o desenho de tigre, linda, mais usei duas vezes e já está cheia de bolinhas, eu lavo minhas blusas na mão, sempre compro roupas pro meu filho lá, os preços das camisetas infantis sempre me chamam à atenção, mais acho q comprar por catálogo pode ser pior do que pelo site ou loja física, além do que o preço pode ir lá nas alturas.

  6. Monica Campos comentou:

    Nossa linda demais! adorei
    To adorando os posts, nao conhecia o blog, parabens :}

    Meninas, conhecem o enjoei?
    Aqui você compra e vende oq nao qer mais.
    Tudo bem barato, dá uma olhada nessa bolsa tommy direto da flórida
    https://www.enjoei.com.br/produto/cabe-tudo-vem-que-da

  7. Bia Maia comentou:

    Eu não compraria, mas desconfio que eu não seja o público-alvo. Deve funcionar para donas de casa, empregadas domésticas, mulheres que veem a moda de uma forma mais funcional, e não como pequenos luxos, como eu acho que a maioria das leitoras daqui! Achei a ideia bem interessante, tô curiosa pra ver a repercussão!

  8. Bruna comentou:

    A ideia é até interessante, o problema é como tu mencionasse, o acabamento e o tecido deixam muito a desejar. Eu compro na Marisa e até hoje só tive sucesso nas roupas que comprei para as minhas filhas, e camisas para o maridón hehe porque nas compras pra mim :(((, geralmente as roupas esgaçam e são quase descartáveis! Mas vamos ver né, quem sabe mudam!

  9. debora comentou:

    Se depender de mim, não vai vender uma peça, as mercadorias da Marisa são simplesmente horríveis.

    1. Cintia respondeu debora

      Concordo.

  10. Paula comentou:

    Eu não vou na Marisa há muitos anos, então não tenho opinião quanto à qualidade, mas acho muito chato essa coisa de representante! Gosto de loja física, e se não for possível, internet, pois vc olha tudo bem mais a vontade, podendo até vasculhar nos blogs sobre o produto que quer comprar…

    Tem vários produtos Mary Kay que tenho vontade de experimentar, mas esse negócio de só poder comprar com representante é muito chato… Você tem que fazer contato com uma pessoa pra depois ela encomendar seu produto e depois encontrar com ela de novo pra ela te entregar… Acho super arcaico!

  11. Eu não gosto de comprar roupa por catálago,prefiro pegar e experimentar antes de comprar. Bjssss.

  12. Cintia comentou:

    Acho bem ruinzinha a qualidade das roupas da Marisa e por catálogo então, nem pensar.

  13. Polliana comentou:

    Não compraria não! Já no ao vivo são poucas peças que ficam legais, imagina comprar, esperar 1 mês, não ficar legal e ter que ter toda a dor de cabeça da devolução..
    É tão mais fácil ir no shopping e provar!

    1. Cintia respondeu Polliana

      É verdade, rsrsrs

  14. Carol - SSA comentou:

    Eu até compraria se fossem roupas de qualidade ou confiasse na marca, como na por exemplo a C&A e Renner, que muitas vezes tem peças boas. Mas, na Marisa e Riachuelo a maioria é de baixa qualidade, então não compraria sem ver.
    Abriria uma única exceção para as lingeries e roupas de dormir, que na Marisa são boas e baratas!

  15. Mildinha comentou:

    A Marisa precisa melhorar muito…tanto na qualidade das roupas como no atendimento..tá certo que já fiz muitos achados, mas a qualidade das roupas deixa a desejar e o atendimento é muito ruim..os caixas estão sempre com poucos atendentes e as filas são grandes…uma vez fiz o cartão e as faturas nunca chegavam em casa, sempre tinha que pagar para emitir a 2ª via (quebrei o cartão)..Hoje mesmo achei uma blusinha legal, mas desisti no caixa, com tanta demora e atendentes com cara feia..aff..Deus me livre de vendas porta em porta..rs…Poderiam investir mais na qualidade das roupas, no atendimento, e colocar máquinas para pagamento com cartão, como a C&A, Renner e Riachuelo já fazem..

  16. Ana Rodrigues comentou:

    Nāo entro na Marisa há muito tempo, entāo nāo vou comentar sobre a marca.
    Comprar por catalogo me parece ser interessante. Me parece um pouco mais legal do que comprar pela internet, caso a vendedora seja boa. Imagina, tem a foto e a descriçāo do produto (igual a internet), e alguem do seu lado que já viu o produto fisicamente, e pode opinar. E na hora da entrega vai a. Pessoa entregar o produt, ou seja. Se funcionar vc ja devolve na hora sem precisar ir no correio !
    Acho que essa estratégia nāo deve se aplocar àas cidades onde existe a loja físisca, mas cidades pequenas onde nāo existe essa opçāo,

    Achei bem positiva a ideia.

  17. Kelly comentou:

    Não vou entrar no mérito do nome da loja ou qualidade mas acho a ideia horrível e posso exemplificar porquê. A avon e a natura funcionam assim, com “consultoras” e “vendedoras” extremamente xaropes e essa é a parte que eu detesto. Tive experiências bem ruins. A vendedora se dá o direito de ir atrás de você, onde ela te encontrar, até porque, esse é o objetivo. Assim, ela vai na sua casa ( o que não seria de todo ruim, se a pessoa ficasse em casa o dia todo ), e, no caso de pessoas como eu, que trabalham fora o dia inteiro, elas tem a total falta de bom senso e adentram no local de trabalho. Quando elas deixam o catálogo e te dão a liberdade de escolher, tudo bem, problema é que depois disso elas ainda vem atrás para entregar e para cobrar. Minha experiência péssima foi assim: a vendedora passou no escritório e largou as minhas compras dizendo que voltaria no dia seguinte para receber. Eu, na intenção de pagar a bendita vendedora, marquei o compromisso e esperei ela o dia inteiro, mas a sujeita não apareceu. Um dia, nem lembro quanto tempo depois, quando eu tive que fazer uma curta viagem a trabalho, a bendita apareceu lá no escritório e alegando que tinha que pagar a fatura naquele dia, que precisava do dinheiro urgente, que não poderia esperar e blábláblá, fez um escândalo porque eu não havia deixado o dinheiro da compra (na verdade, o dinheiro estava na gaveta, eu só tinha esquecido de avisar meu assistente e ele não conseguiu entrar em contato comigo), cobrou o valor do meu assistente e por fim, os meus colegas que intercederam em favor dele foram cobrados pela sujeita! Na cabeça dela eles poderiam “fazer esse favor”. Quando eu voltei pro escritório foi a situação mais constrangedora da minha vida, com colegas tirando sarro da minha cara porque “eu não paguei a vendedora da avon”, além das críticas (principalmente masculinas – homens de neandertal não sabem a importância de um rímel). Nesse ponto a pessoa ruim é você e não a louca que fez escândalo sem razão. Sem falar no ressentimento do meu assistente e no meu próprio, porque as críticas foram duras e nada construtivas, “a culpa foi minha por ter comprado”, entre outras. Depois disso, eu expulso qualquer tipo de vendedor que aparece no ambiente de trabalho e acredite, elas nunca vão na minha casa, é muito mais fácil aparecer as 15h no local de trabalho do que as 20h na minha casa. Por essas e outras, eu amo a internet…rssss.

  18. Nayara comentou:

    Obrigada, mas não!

    Primeiro pq nem sempre as roupas da Marisa são legais, e olha que eles melhoram muito nos últimos dois anos. E depois eu gosto mesmo é de ir na loja, tocar na roupa, provar, acho que a maioria das mulheres gostam de todo esse ritual de compras, eu pelo menos fico feliz feito pinto no lixo indo fazer compras, kkkkkkkkkk.
    Pra piorar minhas poucas experiências com compras de roupas por catálogo foram desastrosas, foto engana muito e não tem nada pior do que se decepcionar quando o produto chega.

    Vamos na loja que é mais garantido e até mais saudável!