Como estou encarando as liquidações

Ana veste:

Camisa Folic – armário da mãe
Short Le Lis Blanc – 72,00
Scarpin Arezzo – 160,00
Bolsa Zellig que ganhei da marca
Relógio Dumont

fotos: Paulo Neumann

Depois da tristeza do dia de ontem, que se somou ao clima nublado e chuvoso de hoje, confesso que eu não estava nem um pouquinho animada para me arrumar. Mas à tarde eu resolvi ao menos montar um look express com uma das minhas poucas aquisições nesse período de liquis, pra não deixar quem acompanha o blog na mão. Eu não quis investir em muitos acessórios, não me animei com brincão e nem com colar, mas vendo as fotos eu senti falta de algum penduricalho…talvez um cordão comprido, com um pingente azul.

Eu não pensei em nada mega criativo, apenas uma camisa branca e um scarpin preto para compor com o short colorido. Aliás, eu animei mais por conta do tema do post que eu tinha previsto pra hoje: sobre como estou aproveitando as liquidações!

Na verdade…não estou aproveitando quase nada! Rs! Como eu falei aqui ano passado, estou super comedida com as minhas finanças, visto que ainda tenho que fazer compras grandes, como o armário quebrado que já vai fazer aniversário, a câmera nova e tantas outras coisas que são prioridades para minha casa e vida. E, definitivamente, roupas não são a artigos de primeira necessidade nesse momento…só não comprei ainda esses itens porque estou pesquisando preços e condições de pagamento.

Refiz minhas contas e vi que eu poderia ter economizado muito mais ano passado, ou ter investido em itens realmente mais importantes, então me propus a segurar a onda nesse início de ano. Para não dizer que não comprei nada, estava precisando de short e comprei dois que eu gostei muito na liquidação da Le Lis Blanc. Aliás, preciso dizer que nunca fui fã da loja, não só pelos preços, mas por não curtir muito o estilo da marca. Mas quando a Camis falou que a liqui deles era muuuito boa, resolvi dar uma olhadinha. E fiquei muito surpresa! A loja inteira estava com 70% de desconto em cima dos valores das etiquetas, o que, dependendo da peça, valia muito a pena!

Como eu queria shortinhos, já que os meus estão ficando bem detonados, foquei só nesses itens, apesar de ter ficado com desejo de comprar outras coisas…levei esses dois, um branco com detalhes e esse estampado do look de hoje, cada um saiu a 72 reais (o preço inicial de cada era 290 reais!). Achei um bom custo-benefício, já que a maioria dos shorts básicos que eu via pelas lojas custavam mais de 100 reais na liquidação. Olhaí a prova que não devemos ter preconceito e nem receio de garimpar nas lojas!

Depois eu fui na Maria Filó mas mais uma vez exerci o autocontrole e comprei apenas um cinto marrom, que eu já namorava há séculos, e custou 58,00. Na internet eu fui sapeca e comprei um preto, um super básico que eu não tinha, na promoção no site da Adô por 70,00. Podem não parecer super pechinchas, mas são de couro, lindinhos e de excelente qualidade, por isso fiquei bem satisfeita com eles!

Algumas vezes é bem difícil ver a galera comprando tanta coisa bacana enquanto eu fico chupando o dedo, com uma sensação vazia de estar perdendo alguma oportunidade. Eu fico com siricutico, doida pra ir ao shopping, mas lembro dos meus objetivos e acabo deixando pra lá. Como eu disse, é um sentimento vazio, a gente precisa ter consciência de que compras não solucionam questões! Ao invés de comprar mais um slipper ou outra sapatilha, porque não juntar dinheiro e investir um scarpin ou uma sandália de salto nudes, que vão compor muito mais com meus looks e são os clássicos que eu ainda não tenho? Seria uma compra muito mais inteligente do que preencher meu armário com mais do mesmo.

Precisei ponderar que na verdade eu estou ganhando, e não perdendo. Eu amo comprar roupa, adoro um vestido novo, camisa, saias…mas o importante é lembrar que essa não é a única oportunidade das nossas vidas. E, na dúvida, eu abro meu armário e vejo o quanto de roupa eu tenho ali e todas as possibilidades e ideias que ainda aguardam virar looks. Eu tenho tanta roupa bacana, tenho que ficar feliz e não frustrada! O que entrar ali vai ser algo realmente incrível, principalmente em qualidade, que seja mais um item que eu vou usar muitas vezes e multiplicar minhas combinações. Não somos de ferro, mas ter essa consciência breca dezenas de compras desnecessárias!

Sobre esse assunto, tem dois posts antiguinhos que eu gosto muito:

O exercício de (tentar) ser feliz sem compras

Encarando liquidações de uma forma diferente

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus: