Mala de maternidade minimalista e prática

Fui pesquisar sobre mala de maternidade para montar a minha – aliás, pq existem opções tão cafonas? Hahaha ✨

Eu sei que pra muitas pessoas a parte mais tensa da reta final é a preparação da mala da maternidade. Entendo a dúvida porque pra muita gente mala de viagem é um transtorno também. Como já tem coisa demais na cabeça da gente (minha e do Igor), perguntei para minha obstetra e doula, e só. não li lista de maternidade, não vi vídeo no YouTube (até porque eu sei que a maioria esmagadora não tem nada a ver comigo). Claro que bate uma insegurança, mas vamos conversar aqui também sobre medo e imprevisibilidade. Parir, ter um neném, é se entregar de corpo e alma ao imprevisível.

Que bolsa escolher?

Pesquisei por curiosidade modelos de bolsas que a galera leva, e choquei como a maioria é de gosto duvidoso, com motivos infantilizados, sendo que são os pais que vão usar. Indicaram marcas lindas e duráveis, mas na atual conjuntura irei com nossa mochila “tática”, usada pra acampar, que é do Igor. Tem divisórias, cabe tudo e é isso aí. dispensei mala de rodinhas pq preferimos botar algo no ombro e partir. pro neném peguei essa mochila que ganhei da sogra e pronto.

Vale levar o que você tem, como mala de bordo, ou investir numa bolsa/mochila que dure anos e ajude nas diversas fases do seu filho, com divisórias e até compartimentos térmicos.

O que levar?


Vocês vão me xingar, hahaha, mas como todo meu enxoval (TODO), foi doação e itens de segunda mão, não pesquisei nada. Continuo sem saber o que é coeiro e pagãozinho hahahaha!

Para o neném (vamos saber o sexo no dia), o que estou levando:

– 5 mudas de roupas, entre bodies, macacões de manga e pé comprido, conjuntinho blusa, calça e casaquinho (opções tamanho RN e tamanho um mês, maiorzinho, já que não sabemos o tamanho do bebê), 2 toucas, 3 pares de meias e um casaquinho de tricô feito pela minha avó há anos, que eu guardei. Não levaremos luvas pq sou contra o uso (não tem essa de nenêm se arranhar no dia não, nem de frio), e a ideia não é dar banho no hospital, nem ninguém encostando no neném sem necessidade.

Eu acho que poderia dividir cada look em saquinhos, mas como estamos com previsão de ficar pouco na maternidade (por causa da pandemia de Corona virus) e só eu e o pai vamos mexer na bolsa – e talvez a doula, não me preocupei com isso. Não estamos preocupados com desfile de moda, ainda mais que não receberemos visita. Mas se você quiser dá pra dividir em saquinhos de tule, desses também de lavar roupa delicada e até um ziplock.

– Fraldinhas de pano, fraldas descartáveis RN e tamanho P.

– Uma manta de tricô

O que eu vou levar

Separei uma roupa de dormir, 2 peignoirs (amo), calcinhas absorventes pra conter fluxo próprias pra pós parto (se quiser leve uma da marca Plenitud, mas essa é descartável), um vestido envelope, itens de higiene pessoal, uma camisa de botão e uma saia bem soltinha. Dois sutiãs de amamentação mais por desencargo (pq odeio usar) e protetores de paninho pras tetas (não são pra ficar direto). Além de ir com tênis bem folgado e confortável, meias e chinelos.

O mais importante é seguir o que você acredita, nos munirmos de confiança e compreendermos que até prevendo os mínimos detalhes, existem imprevistos e os improvisos acontecem. E tudo bem, sobrevivemos, é momentâneo. E também um casaquinho, porque vovó aconselharia, hehe.

Ouvi algumas amigas, mas no geral todo mundo quer compartilhar a sua experiência – que na verdade tem a ver com sua própria vivência, não quer dizer que funcione pro outro. Por exemplo, MUITA gente veio falar pra eu levar mais de um pijama, porque pode vazar sangue e leite. Eu não uso pijama, detesto, não quero levar o que não tenho. Se for o caso, uso aquela roupa hospitalar, ok. Ou lavo na pia, ou durmo de camiseta. Sangue não é o fim do mundo, sei que em quarto de hospital tem circulação alta, mas uma camisa já me ajuda e é isso.

O pai vai com uma muda de roupa a mais, sunga, chinelo e itens de higiene.

Vamos levar duas mochilas, uma pro quarto e outra pra sala de parto, com a primeira roupa do bebê e paninhos, além de snacks energéticos, como chocolate, damasco, castanhas.

É importante seguir o que te deixa bem. O que vai permitir dar de mamá, sentir pele com pele seu bebê. E se quiser passar batom, super apoio, também quero! Tem gente que relatou levar seu travesseiro preferido, almofada de amamentação, sling…achamos muita coisa, só que vale lembrar que o minimalismo aqui não é sobre levar pouca coisa, mas identificar suas necessidades e tentar ao máximo prevê-las!

Como foi a sua experiência? 😊

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Comente pelo Facebook

Comentários pelo blog