O que eu gosto de vestir na praia

Cariocas normalmente não são adeptos de vestimentas de praia que não sejam um short jeans e uma regata – aqui dificilmente usamos qualquer coisa diferente disso. Eu gosto de usar camisas como saída de praia e o assunto rendeu no instagram quando mostrei minha mini mala praiana.

Eu fiquei 6 dias na região litorânea e levei numa mochila:

– 3 vestidos leves de malha
– 3 camisetas sem mangas
– um short de elástico (porque só tá cabendo um mesmo, haha)
– 2 camisas de algodão e linho, camisa estilo social, de botão
– 1 tênis
– 1 chinelo
– necessaire com produtos de higiene pessoal
– 1 par de brincos

Usei o short e regatas mais pra ficar em casa e na praia usei uma camisa social antiga do Igor, mas resgatei uma foto antiga usando uma camisa listrada de linho da Osklen que eu AMO, uso tanto no dia a dia quanto pra momentos como esses, relax. Como eu disse pra vocês, lá no instagram foi rebuliço do pessoal dizendo que não usava as camisas de sempre para praia por medo de manchá-las. Eu entendo esse receio e chamei vocês pro papo!

Na 1ª foto uma camisa que uso tanto pra cotidiano quanto na beira do mar, essa listrada de linho. Adoro, acho um visual elegante e uso sem dó. Na foto prenha, uma camisa social masculina, que Igor tinha aqui e me deu quando viu que eu estava sem caber nas minhas camisas habituais. Muita gente comentou que gostava da ideia, mas tinha muito receio de manchas de suor, protetor solar e afins nas roupas (calor já é outra conversa hehe).

Eu sou dessas que usa o mesmo guarda roupa tanto para uma reunião, quanto para dar um mergulho. Roupa tá aí pra ser usada, se não a pena de sujar prevalece, nunca usamos, daí um belo dia abrimos o armário e descobrimos que a dita cuja está manchada de guardado 🤭 Sem contar que a mala rende muito mais quando não setorizamos tanto assim.

A camisa listrada é meu amor, curingona, mas mesmo assim uso até ficar bem estrupiada, até sacar que as manchas já estão extrapolando o bom senso, e mando pra lavanderia, onde todas as manchas somem magicamente!

Protetor solar mancha? Dependendo, sim. Tomar açaí e cair na blusa, mancha? Putz, sim. Gente, VIVER deixa marcas e isso se aplica às roupas, que estão ali vivendo a vida em nossos corpos. Uma esfregada mais dedicada com detergente na mancha seca, e pronto, ninguém nem nota. Tem roupa que tomo o maior cuidado e, pimba, percebo um furo, um encardido, sabe-se lá de onde. Então eu sei que isso depende de uma série de fatores (privilégio branco, empresas com homens ocupando cargos de poder que exigem uma impecabilidade das funcionárias), mas a mensagem hoje é que tem uma vida acontecendo sem rascunho, e eu gosto de me sentir eu mesma todos os dias. 😊

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Comente pelo Facebook

Comentários pelo blog

5 comentários

  1. ANITA comentou:

    Ué..mas cadê a foto gente?Não aparece para mim…

    1. ELISA REGINA FAVERO respondeu ANITA

      Acho que ela tá falando das fotos do insta…

  2. Eliana comentou:

    Adorei!
    Não tenho roupas sem uso, mas ainda divido o uso em ocasiões.
    To tentando mudar e é isso mesmo: viver já é um risco…😉
    😘😘

  3. Jéssica comentou:

    É isso.

  4. Ana Paula comentou:

    Amei a lista! Estamos indo passar 1 ano na Ásia e estava ficando ansiosa com a mala… em algumas buscas nessa internet magnífica eu achei tanta dica bacana que já nem me preocupo mais!