H&M quer lançar seu guarda roupa compartilhado

A H&M, fast fashion responsável por aquecer o setor de moda descartável, que já foi acusada de queimar 12 toneladas de roupas novas ao ano, revelou um novo projeto: uma coleção disponível apenas para aluguel, de acordo com esta matéria do FFW, mas disponível inicialmente na flagship em Estocolmo.

Além da conta das vendas não estar fechando – vide aí a matéria que mostra os caras incinerando roupas novas –, estão querendo surfar bonito em algo que não é tendência, mas uma mudança de postura por parte dos consumidores, de não lotar mais os armários com roupas sem uso e recorrer aos guarda roupas compartilhados para suprirem suas necessidades e desejos.

Os guarda roupas compartilhados funcionam no esquema de aluguel de roupas, a partir de uma assinatura mensal você pode escolher um número de peças para usar por mês, sendo que pode inclusive trocar de peças (mantendo o mesmo número), a cada dia ou semana. Esse segmento visa reduzir  desperdício e a utilização de recursos, além de ser uma solução mais sustentável e econômica.

A H&M lançou uma coleção limitada com cerca de 50 vestidos e saias vindos das coleções Conscious Exclusive entre 2012 e 2019 – as peças giram em torno de US$ 36. E uma vez que os ítens voltam para a loja, são lavados a seco. “De acordo com a empresa de pesquisa Mintel, um em cada cinco consumidores de roupas do Reino Unido admite esse comportamento. Isso pode explicar as taxas de retorno dos varejistas on-line, que podem chegar a 50% de tudo o que é vendido. Nos EUA, o mercado de aluguel de roupas pode atingir US $ 4,4 bilhões até 2028, de acordo com a GlobalData.”

O que vocês acharam desse projeto? Estou ainda digerindo a informação, mas penso que grandes varejistas não estão aí pra perder. Prefiro mil vezes recorrer ao sistema de pequenas empreendedoras do que sucumbir a uma grande corporação que mantém ainda o ritmo como fast fashion. Por outro lado, a adesão da empresa pode ajudar a impulsionar esses projetos. Eita.

Guarda roupas compartilhados no Brasil

Aqui no Brasil já temos iniciativas incríveis, já usei duas delas inclusive e eu recomendo para todo mundo! É uma excelente oportunidade para reduzir custos, não lotar o armário e ainda ter a chance de testar looks e peças que você não teria coragem de comprar.

SP

Roupateca

BLIMO (entregam também em todo o Brasil)

Goiânia

Lucid Bag

RJ e Niterói

Nosso Closet Clube 

MagMov Armário Compartilhado

Florianópolis

Store Be Strendy – Guarda-Roupa Compartilhado 

Curitiba

Amiga, Me Empresta? 

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Comente pelo Facebook

Comentários pelo blog

3 comentários

  1. Priscila comentou:

    Oi Ana,
    Este tipo de serviço para as grávidas seria excelente, não é mesmo? Assim não teríamos que investir em roupas que usaríamos poucas vezes. Será que já tem?

    1. Ana Carolina respondeu Priscila

      Pior que me falaram desse serviço pra grávidas, vou tentar achar a informação e fazer um post especial!