2 meses da minha transição para o cabelo grisalho

Já se passaram dois meses desde que abracei de vez a transição do cabelo tingido para os meus tons naturais, que, no caso, estão mais pro grisalho, haha! Nesse post vou contar para vocês como tem sido o processo, meu desapontamento (sim! tive momentos difíceis), a receptividade de todos etc e tals! Quem me acompanha no instagram têm visto meus cabelos em ação e em movimento sempre, hehe!

O início

No início eu estranhei muito. Via minhas fotos e vídeos e me sentia um pouco esquisita, não sei explicar, uma desarmonia no geral mesmo. Teve um dia que eu estava muito sensível e chorei numa padaria em Campinas, depois de assistir uns stories meus. Drama queen! hahahaha!
Mas falando sério, a fase de estranhamento durou pouco. Eu estou bem segura da minha decisão nesse momento, tenho me sentido leve e com uma “obrigação” a menos na minha lista de tarefas, que era justamente bater o ponto no salão. A tinta, que estava muito escura em relação aos brancos, foi desbotando e senti uma suavidade maior entre as camadas. Vocês também, fofíssimas, sempre me apoiando e comentando carinhosamente, elogiando!
ana-soares-grisalho-transicao-2

Segundo mês

Veio o segundo corte de cabelo e meu cabeleireiro optou em não cortar tão curto, pra eu estranhar menos. Sinceramente, eu devia ter cortado bem curtinho, sim, porque quando terminou o corte eu fiquei meio FUÉN CADÊ OS CABELOS BRANCOS QUE ME FORAM PROMETIDOSSSS?
“Ih, Ana, acho que seus cabelos no topo não são tão brancos assim…mais nas laterais, frente e nuca”
Saí desolada, hahaha, porque eu estava muito na expectativa de vir um super grisalho nesse segundo corte! Mas a boa é que a tinta desbotou legal e em cima já dá pra avistar uma bela nuance prateada no topo, então levo fé que o terceiro corte (eu corto mensalmente desde sempre, para manutenção), vai revelar mais como vai ficar meu cabelo!
ana-soares-grisalho-transicao

E aí, Ana? Muda a cartela?

Não muda! Minha cartela de cores, inverno frio, se mantém, e também não alterou meu contraste. Eu estava com medo disso, mas pô, eu mesma atesto sempre nos meus cursos e atendimentos, inclusive de mulheres sem os cabelos, que o contraste é inerente, ele permanece mesmo sem pelos e cabelos.
Estou sentindo uma leveza no meu semblante. Agora olho as fotos com o cabelo escuro e estranho, juro! O grisalho me deu essa sensação de ter remoçado, até!

O saldo de dois meses

Eu estou amando a textura dos cabelos naturais, que estão mais macios. Antes eu penava com a textura por conta da tinta, achava que precisava de tratamentos de hidratação. Outra coisa boa é que o cabelo ajudou a separar o joio do trigo do meu armário! Algumas roupas eu não dou conta mais, acho que o cabelo pede ainda mais essa definição de estilo. Graças a ele, tirei muita coisa que permanecia, para deixar aquelas que eu me sentisse mais identificada.
No geral eu tenho escutado elogios, e eu sei que, quando enjoar, posso voltar atrás nessa decisão, não é algo permanente, o que me traz mais tranquilidade. Mas digo com convicção que não devo tão cedo voltar para a tintura.
Gravei um podcast com uma convidada – também grisalha – e vai ao ar semana que vem, complementando bem o que estou conversando com vocês aqui. 🙂

Compartilhe nas redes sociais
pinterest: pinterest
tumblr:
google plus:

Comente pelo Facebook

Comentários pelo blog

10 comentários

  1. Daniela Gomes comentou:

    q bom q vc esta se acostumando Ana, eu já super acho q ficou ainda melhor kkkk estava vendo umas fotos suas no insta com cabelo pretão e estranhei também…as coisas mudam né? A cabeça fica confusa e nossos sentimentos ainda mais complexos, mas as vezes essa mudança é o melhor. Bjs

  2. denise comentou:

    Oi Ana, adorei esse novo look, com os cabelo grisalhos. Faço 40 daqui a 6 meses mas não tenho tantos brancos, tá dando pra levar de boa por enquanto. São mais internos e só quando “abre” pra mexer, em cima ainda tô ok rs…. uma dúvida: você não cogita deixar seu cabelo crescer um pouquinho? (é só uma pergunta, não uma crítica nem idiotice do tipo “tem q ter cabelo comprido”). É mais uma curiosidade minha, nem sei como é o seu cabelo sem ser curto rs. Mas estou adorando esse seu novo visual.

    1. Ana Carolina respondeu denise

      Oi Denise! Pior que não, eu já deixei um pouco maior uma vez e detestei! hahaha!

  3. Ana Carolina comentou:

    Oi Denise! Pior que não, eu já deixei um pouco maior uma vez e detestei! hahaha!

  4. Eliana comentou:

    Oi Ana, tá lindona!
    Eu estou há seis meses sem tinta e também não me vejo mais sem meus brancos.
    Usava cabelo bem comprido, estou com ele pelo ombro, ainda com tinta nas pontas.
    E me surpreendo em como estou me achando ótima! 😄
    😘😘

  5. Jorge Esteves comentou:

    Tá ficando lindona mesmo.
    NOs próximos cortes vai ficar ainda mais lindona. Parabens

  6. Maria José tavares comentou:

    Eu aderi ao branco e todos acha que eu mandei fazer .tem gente que pergunta aonde eu fiz as mechas .kkkkk

  7. Denilza Silva comentou:

    Eu tenho 45 ano amo meus cabelos brancos só meu esposo que não gosta eu não ligo porque é eu que tenho de gosta não as pessoas.

  8. Monica comentou:

    Adoro uma tinta!!! Não gosto do grisalho em mim, acho que fico com cara de doente 🤒… por isso viva a liberdade de querer ou não pintar!!! 👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻

  9. Sônia Moutinho comentou:

    Em setembro completo 2 anos sem tingir os cabelos, apesar dos 59 anos não é uma decisão fácil, mas também não pretendo voltar atrás. No meu caso, ainda são crespos o que aumenta as críticas veladas, devido a minha postura poucas pessoas falam, mas sinto no olhar. Mas também recebo elogios, inclusive da Ana Soares rs bjs a todas.